Welcome
Login / Register
Ads

Oriente Feat. Daniel Profeta - Terra [LYRIC VIDEO]

Text
Ads

(refrão) - 2x
A terra não é do homem
O homem que é a terra
A terra não é do homem
Não o homem que é da terra
Enquanto a terra for do homem haverá guerra. /x2

(nissin)
De uma semente nasceu a civilização
Indios, brancos, vermelhos e pretos todos de uma só nação
Só que nessa mistura nasceu a ambição
A terra que pertence ao homem trará uma maldição
Suas palavras por aqui não valem nada
Entendemos muito menos a medida que se fala
Querem possuir a terra e possuir a deus
Só que nenhum desses dois nunca foi e nem serão seu.
O ar puro purifica sua respiração
O sol alimenta a fonte, purificação
Cada animal é visto como nosso irmão
Essas terras irrigaram nossa geração

(refrão) - 1x
A terra não é do homem
O homem que é a terra
A terra não é do homem
Não o homem que é da terra
Enquanto a terra for do homem haverá guerra. /x2

Povos nativos vivem no meio da mata
Criam seus filhos e moram numa praia
Olhares cativos, cultura caiçara
Guardiões da natureza, beleza de joia rara
Daí veio o homem com o seu ouro e prata
Ambição em seus olhos, na sua mão uma arma.
Dispostos a tudo
Entre o dharma e o karma
Envenenam a água e também sua alma
Nascentes valiosas
Sua fonte de vida
Deus deu o acesso
E ordenou: divida!
A não ser que queiram sua riqueza destruída
Fogo na bomba
Corpo sem sombra
Whisky na ferida.

(refrão) - 2x
A terra não é do homem
O homem que é a terra
A terra não é do homem
Não o homem que é da terra
Enquanto a terra for do homem haverá guerra. /x2

O homem segue preso
Aprisionado na matéria

Prisão material
Essa é a maior miséria
Ganância
Egoísmo
Racismo e guerra
Pelos quatro cantos do planeta terra
Um monte de empresário
Sanguessuga sanguinário
E o latifundiário
É um egoísta agrário
Trabalho escravo no campo
Até hoje me espanto
Para o trabalhador desencanto
É fato que a monocultura
Acaba com nossa cultura
E nem as sementes são como originalmente
É tudo manipulado
Alterado e controlado
E o consumo exagerado
Tá tudo envenenado
Esse lixo industrializado
Larga isso meu irmão
Toma cuidado
Se liga cumpade
Fique atento e não se engane
Porque a gente é o que a gente come
Ambição em excesso
E o tal do progresso
A desordem
O regresso
A tv retrocesso
Eu só agradeço e nada peço
Um dia da vida me despeço
Da terra eu vim
Nela será o meu fim
O tempo aqui é rapidinho
Vou dar o melhor de mim
Oh jah, meu melhor...
Aqui na terra rufa o tambor
É o nyahbingui
Rastafari na conexão
Com a batida do coração
Desde a criação sangue bom
Sempre bom buscar uma direção
De nada adianta acumular na matéria
É mais peso para carregar
O momento é de desapegar
Sou da natureza
Eu faço parte dela

Thanks! Share it with your friends!

URL

You disliked this video. Thanks for the feedback!

Sorry, only registred users can create playlists.
URL


Added by Admin in Português
23 Views

Post your comment

Comments

Be the first to comment
RSS